segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Mais neve em Pedome. Esta é a terceira vez que neva no espaço de pouco mais de um mês. Não é lindo? Naquela eira já se fizeram muitos bonecos de neve que duravam semanas.

Lembram-se do provérbio "A neve de Fevereiro derrete-a a velha com um peido"? Não é o caso.

P.S. Obrigado Digo pela foto.

8 comentários:

Anónimo disse...

Pois, mas a de Janeiro...não

paulo disse...

Desde já felicito o criador deste blog, uma vês que já se tornou um habito comum de todos aqueles que por esta aldeia brotam uma amizade e saudade por tempos tão marcantes das nossas vidas.
Será para sempre local de regresso às origens, reencontro de famílias, recordação de tempos e pessoas que já mais serão esquecidas.
Bem aja a todos os que por este belo recato de saudade, sentem tão nobre sentimento …

sabiel disse...

Ó Paulo, estás um poeta...!

anas disse...

pois podes ter a certeza que esta neve é deste Janeiro.sr. anónimo.

Anónimo disse...

Anas, não percebeste nada do que disse. O autor do blogue disse que a neve de fevereiro... ora esta é óbvio que não é de Fevereiro, aaaa.

Garrano disse...

Nesta porta, mesmo em frente, era a adega do Zé das Bouças. Bom homem. Tinha uma buraca, cavada no chão de terra, sempre cheia de água. Aí se encontrava uma garrafa de vinho, naquelas tardes tórridas de Agosto, que a água tornava mais fresca. O vinho era do bom, não fosse um paladarzito, quaze imperceptível e podia rivalizar com o do Carteiro.

O Bispo disse...

Na casa ao lado morava a tia Laurinda. Mulher de armas. Era um regá-lo, na serrada da velha. Dava gosto ouvi-la, e chatiá-la.

Mar&Rio disse...

Neste largo existe uma "bica". Foi muito útil, enquanto dela jorrou água. Infelizmente hoje, dela nada brota, não porque a água secasse, tão só porque alguem da junta de freguesia se lembrou de a selar, argumentando, dizem, que já não serve ninguém.
Está enganado Sr. Presidente. Ocasionalmente ainda vão pernoitando algumas pessoas, sobretudo aos fim-de-semana, ou será que nestes dias não se bebe água? Mas a serventia dessa fonte não se limitava unicamente aos moradores. Há muitas pessoas que transitam nessa estrada, alguns até turistas, que param para beber e...nada.
Se alguem de direito ler isto, não se esqueça, deixe que a fonte cumpra a sua funçaõ: dessedentar as pessoas.