quinta-feira, 17 de maio de 2018

Morreu-nos o Zé


Morreu-nos o Zé. Afirmo-o, assim, no plural, porque é assim que o sinto. Não morreu apenas o Zé, não morreu apenas à sua família, morreu a Pedome, morreu-nos a todos porque ele era de todos.
Se, unanimemente, havia alguém bom em Pedome, esse era o Zé.
Um grande abraço, Companheiro.
Até sempre.

domingo, 6 de maio de 2018

Rosmaninho


O rosmaninho que em Valpaços deu nome a azeite.
Uma flor admirável a indicar o caminho para o verão.

terça-feira, 10 de abril de 2018

Assim bole a primavera


Num dia de neve, granizo, chuva e frio primaveril que mais se assemelhava a inverno puro, tropecei na pedra que buliu. Deu nisto.

domingo, 25 de março de 2018

Folares



Repete-se o ciclo, refinam-se os processos, renova-se a tradição.
É tempo de folares.

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017