terça-feira, 24 de julho de 2018

Sonim é Matar Saudades

https://www.imdb.com/title/tt0095600/?ref_=nm_flmg_act_135

"Tropecei", numa das minhas incursões pela RTP Memória, com um filme adorável. Não tanto pela qualidade cinematográfica, bastante discutível, mas por muitas outras razões, nomeadamente a fotografia.
Paisagens das nossas terras, usos e costumes das nossas gentes, na nossa pronúncia entrecortada com a dos atores da capital.
O filme permite ainda a oportunidade de assistir às endoenças completamente fora de época.
E, não menos surpreendente e igualmente agradável, da banda sonora, logo a começar, um tema fabuloso dos Love and Rockets que servia de genérico a um programa de rádio dos anos 80.
Que bela surpresa. Parabéns a Sonim e às suas gentes.

segunda-feira, 23 de julho de 2018

O míldio


São as vicissitudes da natureza, a incerteza da colheita sempre sujeita às vontades do São Pedro.
Este ano parece que a colheita está feita!
Uma lástima, uma praga (maldito míldio).

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Adro


Adro, ou melhor, neste caso, largo da igreja, é por natureza o "umbigo" de uma localidade.
Assim também é em Pedome. Embora despido, não deixa de ser belo.
Sente-se na sua envolvente os murmúrios do que foram longos serões de Verão.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Morreu-nos o Zé


Morreu-nos o Zé. Afirmo-o, assim, no plural, porque é assim que o sinto. Não morreu apenas o Zé, não morreu apenas à sua família, morreu a Pedome, morreu-nos a todos porque ele era de todos.
Se, unanimemente, havia alguém bom em Pedome, esse era o Zé.
Um grande abraço, Companheiro.
Até sempre.

domingo, 6 de maio de 2018

Rosmaninho


O rosmaninho que em Valpaços deu nome a azeite.
Uma flor admirável a indicar o caminho para o verão.

terça-feira, 10 de abril de 2018

Assim bole a primavera


Num dia de neve, granizo, chuva e frio primaveril que mais se assemelhava a inverno puro, tropecei na pedra que buliu. Deu nisto.