segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Bastardo (Ruço)



Quem ler só o título deste post, poderá pensar que o texto se trata de algum filho ilegítimo de um português e alguém de leste. Nada de mais errado. Trata-se apenas de uma casta muito típica por Pedome, o Bastardo Ruço. Uns são filhos, outros enteados e outros bastardos, nesta caso ruço, pois existe também o bastardo legítimo, que é preto. Parece um contrassenso, mas não, as uvas provêm sempre de progenitoras castas, por isso os bastardos são tão legítimos como os outros.
Estas uvas, para além de terem um sabor excelente, são ricas em açúcar, quando maduras, sendo o vinho proveniente delas, de alto teor alcoólico.
Esta está a pedir que a cortem.

5 comentários:

trepadeira disse...

Bastardo, o nome parece ter origem nos prazeres extra-matrimónio, são tão doces e saborosos.

Esses já estão a pedir vindima.

Também há quem lhes chame verdelhos.

Abraço,

mário

Armando Sena disse...

Amigo Mário, o verdelho, lá por Pedome, é uma uva branca, de bago muito miudinho e também boa para comer.
Dá bons brancos, muito gaseificados.
Um dia destes, deixo aqui uma foto de um verdelho.
Abraço.

© Piedade Araújo Sol disse...

e eu que não entendo nada de vinhos!
fiquei a saber algo que não sabia.
gostei da foto e da sua explicação.
beijinho

:)

zeca soares disse...

Certamente Armando, o Bastardo Ruço, nem tinto nem branco, fruto duma mestiçagem de cepas nesta "terra de Panoias" , remontando aos antigos tempos dos prazeres Romanos (talvez Mario) ...Dionysos esteja convosco !!!

Mas sem duvidas castas que dao um vinho rosado com forte caracter parecido ao Mateus, sera este que provei na Quinta do Toto ?

Saudaçao ao MRP

Anónimo disse...

Na minha terra, Santa Valha, não muito londe de pedome, ainda se encontra bastante desta casta, principalmente em vinhas mais antigas. São as que amaduram primeiro e as abelhas as principais vindimadoras.

Amílcar Rôlo