domingo, 31 de março de 2013

Março Seco



Lembram-se do ditado: "Março nem o rabo do gato molhado"? Pois bem, este ano, tomou os costumes de Fevereiro, "Cada sulco seu ribeiro".
Assim está o ribeiro de Pedome, imponente.

9 comentários:

trepadeira disse...

Pode ser que lave,e leve para longe,a porcaria que por aí vai.

Por aqui,como é tudo aos socalcos,embora nas margens do Mondego,há sempre sítio para ir amanhando.

Abraço,

mário

zeca soares disse...

Fotografia de apresentaçao alterada, fizes-te bem !
nao so corresponde à estaçao do ano,mas oferece tambem um novo ângulo de vista da aldeia, ângulo que me intriga porque nao consigo ver de onde tiras-te a foto ?

Em segundo lugar, confesso a minha ignorância com respeito aos ditados Portuguêses,
naturalemente conheço alguns em Francês, neste caso nao tenho a contra parte dessas
expressoes. A primeira entende-se claramente, mas talvez precise duma explicaçao para a segunda…
Dizes que março foi seco, mas sem duvidar da tua informaçao, parece que o ribeiro leva bastante agua ???
por cima os « fentos » ( = samambaia, assim se diz em Português penso eu)
estao secos porque sao os do verao passado, é certo ou nao Armando ?

« Je ne suis pas né de la dernière pluie » ja agora fica com este ditado inteiramente apropriado e com duplo significado … um abraço

Saudaçao ao MRP

Armando Sena disse...

Parece-me que de facto o post preciso alguns esclarecimentos, essencialmente para quem já não está habituado a estas expressões e provérbios locais.
Antes disso, tenho que referir que a foto não foi editada, está como foi tirada na passada sexta-feira, em Lamadeiras.
Há um provérbio que refere as qualidades climatéricas que os meses do ano devem ter de modo a que o ano agrícola seja de excelência: janeiro geadeiro, fevereiro cada sulco seu ribeiro, março nem o rabo do gato molhado. Este março, pelo contrário, tem sido extremamente chuvoso.

A foto de cabeçalho (topo da página), foi tirada desde Nozelos, com uma lente de 135 mm.

Um abraço, as tuas dúvidas são todas pertinentes e bem-vindas.

P.S. Esse ditado francês não podia ser mais verdadeiro!

Alda Luisa Pinheiro disse...

Excelentes fotografias!
E qual é o provérbio climatérico/agrícola para Abril? "Abril , águas mil"?...este ano, ó Abril, tás "out", os teus antecessores já nos deram águas q.b....:-)

Alda Luisa Pinheiro disse...

Zeca, gostei muito do ditado francês que desconhecia!
Podias ir dando a conhecer alguns, de vez em quando!

Armando Sena disse...

Já agora, a sequência do ditado era esta:
Janeiro, geadeiro
Fevereiro, cada sulco seu ribeiro
Março, nem o rabo do gato molhado
Abril, águas mil, quantas mais puderem vir, coadas pelo mandil
Maio, pardo
e São João claro, valem mais que o seu boi arado e carro (conversa do lavrador para o rei que lhe oferecia um boi, arado e carro de ouro)!
Tem destes tesouros Pedome.

Alda Luisa Pinheiro disse...

Gira sequência! O que é um "mandil"?
Nos dias de hoje, com a crise a todos os niveis (quer financeira, quer de valores , quer metereológica) o Bom e Fiel Lavrador bem que aceitava os presentes do Rei...;)

Armando Sena disse...

Cá está a definição de Mandil:

http://www.priberam.pt/dlpo/

Lembro-me de ouvir este termo, especialmente à Nia.
Era uma referência na altura de fazer a jeropiga, pois tinha de se coar com um pano (Mandil).

zeca soares disse...

Armando, obrigado por os teus esclarecimentos, o dicionário será muito útil para mim,
já que a minha escrita não é fácil para vocês com este teclado em Francês, então pelo menos que nao cometa erros em Português !!!

Tenhamos aqui um pensamento para Nia que nos ensinou o catecismo, mas não sabia que
aprendia também a fazer jeropiga, isto chama-se a memória seletiva
cada um, as suas lembranças ha! ha! ha!

Luisa, se aprecias a língua francesa, deves saber que « En Avril ne te découvre pas d’un fil »

Saudaçao ao MRP