segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Bilhós




Agora que as temperaturas começam a baixar, as primeiras chuvas de outono nos vêm visitar, as últimas colheitas têm lugar, é no fim das cada vez mais pequenas tardes ou início das cada vez mais longas noites que mais apetece no conforto da lareira, na companhia do lume, assar uns bilhós e provar a jeropiga.
A seguir virá uma fatia de presunto, passará também por essas brasas, estendida sobre uma crocha de pão de centeio, libertando em molho a sua alma que há-de acompanhar um vinho tinto e juntos embalar-nos para a noite.
Ai, quem resiste a isto se entregar?

6 comentários:

trepadeira disse...

Por aqui ainda não há bilhós.
Para a jeropiga aguardo a aguardente,começaram agora a fazê-la.

Abraço,
mário

manuela barroso disse...

Esse é um canto muito aconchegante.
Mas, que são as bilhós?
Jeropiga também há no minho, mas bilhós, não conheço!
Abr.

LUZ disse...

Boa noite Armando,

Onde fica Pedome? Será em Trás-os-Montes?
Bilhós são castanhas?
As suas palavras são muito calóricas.

Abraço.
Luz.

anas disse...

Que lindos...
Bilhós, só mesmo em pedome, cantinho maravilhoso.

Mário J. disse...

Já disse um senhor, quem não conhece Nova Iorque, Paris e Pedome não conhece o mundo, concelho de Valpaços.
Bilhós são castanhas assadas.
Um abraço

LUZ disse...

Boa noite Armando,

Ora bem! Agora, já sei mais um pouco de Geografia.
Pedome é uma aldeia transmontana, com poucos habitantes e que tem, entre outras coisas, Bilhós.
Já tem ajudante, já reparou? Há gente muito simpática, sem dúvida!

Este seu blogue tem painel de seguidores? Devia ter visto antes, de fazer a pergunta, mas se tiver, vou lá pôr a minha fotografia dos tempos do final do secundário.
O meu nome é Emília. Luz é pseudónimo.

Está frio em Lisboa. E aí? Já sei. O frio, aí, é diferente, é um frio seco, como vocês dizem.

Tenha uma excelente noite, já com lareira, se calhar.

Um abraço da Luz.