quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Tempo de preparar as terras para as batatas. Vejam a pinta, o aprumo e o empenho do lavrador. Mesmo debaixo de chuva. Assim, também, se vive Pedome.
Ah, e está muito bonita a lavoura. Está sim senhor.

8 comentários:

sabiel disse...

Bela foto. É pena que o lavrador esteja num plano tão minúsculo.

Mário disse...

Uma boa maneira de amanhar a terra com as novas tecnologias, mas ainda bem que ainda há quem a fabrique, que saudades de ver bois e burros a puxar ao arado e ao carro que chiavam pelas ruas de Pedome, maravilha que veio a desaparecer lentamente.

Anónimo disse...

cuidado com o muro da chamuinha, não dês cabo do muro e culpes terceiros.

Fraga da Ventosa disse...

O Lavrador não dá nadinha para a Lavoura! olha que cadabulho esta a deixar! Muito fraquinho...

sabiel disse...

Ó Fraga da Ventosa, vê-se que lavoura mecanizada não é o teu forte. Pensas que lavrar com um trator é o mesmo que com burros? Além disso, hoje ja´não se fazem cadabulhos, deixa-se esse espaço para as manobras das máquinas. Aprende rapaz!

risadas disse...

Sabiel, sabiel...
Este blog centra-se nas tradições e o senhor quer lavrar o campo com um tractor? claro que a terra deveria ser lavrada por burros...ui quero dizer com burros

sabiel disse...

Tens razão, infernal máquina, mas que remédio. Qual a alternativa? Já não há burros, ou seja, haver ainda os há, mas sairam todos de Pedome, talvez para o litoral. E olha que nesse dia estavam lá alguns, mas só a ver, perderam a tradição do arado.

risadas disse...

Malditos burros... a fugir para o litoral, mas olhe que de vez em quando devem regressar às suas terras para matar saudades dos arados...
Bem já nada é como era infelizmente...e eu que o diga....