segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Mês do Advento



Voltam os dias curtos, os dias que parecem finar-se, cedendo espaço ao escuro anunciado pelo crepúsculo. As longas noites que parecem não ter fim, , finarão também, num ciclo que se sabe terminar daqui a um mês, por imposição das regras de translação dos planetas.
É neste tempo, no mês do advento, que em Trás-os-Montes se racham as fragas com água e vento.
E, mais um ano a confirmar o ditado.

3 comentários:

trepadeira disse...

Tem de rachar-se as fragas,com água para rebentarem os nascentes,com vento para arrancar as últimas folhas aos carvalhos.

Abraço,
mário

LUZ disse...

Olá, Armando!

Então como vai Pedome?
Este tempo é horrível. Detesto dias cinzentos e pequenos.
Ai, eu quero sol, luz e luar.
Desconhecia esse ditado. Racham-se, mesmo, as fragas?

Beijo da Luz.

Miosotis disse...

Também tu te 'sentes' deste inverno que se adentra até à alma.

Abraço,