quarta-feira, 13 de outubro de 2010

De longe


Escrevo este post de longe. Ainda mias longe ou muito mais longe do que o habitual, talvez por isso Pedome apareça lá ao fundo, de costas, com o cabeço ao fundo. Mas sempre exuberante, claro.

5 comentários:

Piquena disse...

Quanto mais longe mais perto do coração!

Vítor Loureiro disse...

A distância traz sempre saudades.
Saudações

trepadeira disse...

É importante conseguirmos distanciar-nos um pouco,às vezes,para observar melhor.
Um abraço,
mário

Mário J. disse...

Tenho algumas dificuldades em descobrir de onde a fotografia foi tirada, e também em reconhecer Pedome.
Um abraço

Graça Gomes disse...

Eis meu lar, minha terra, meus amores,

A terra onde nasci, meu teto amigo,

A gruta, a sombra, a solidão, o rio

Onde o amor me nasceu, cresceu comigo.

Os mesmos campos que eu deixei criança.

Árvores novas, tantas flor no prado!...

Oh! Como és linda, minha terra d"alma,

- Noiva enfeitada para o seu noivado.

( autor não identificado)