domingo, 8 de novembro de 2009

Lembram-se desta lenga lenga que se cantava aos meninos normalmente em ritmo de embalar :

Xi qui ri xi minha mãe foi à feira
Xi qui ri xi que foi lá fazer
Xi qui ri xi foi comprar sal
Xi qui ri xi para que é o sal

Xi qui ri xi para dar às pitas
Xi qui ri xi para que são as pitas
Xi qui ri xi para porem ovos
Xi qui ri xi para que são os ovos

Xi qui ri xi para dar ao padre
Xi qui ri xi para que é o padre
Xi qui ri xi para rezar missas
Xi qui ri xi para que são as missas

Xi qui ri xi para ir para o céu
Xi qui ri xi para que é o céu
Xi qui ri xi para estar bem


Quem se lembra que ponha do dedo no ar

5 comentários:

smvasconcelos disse...

Saudade das lenga-lengas de outros tempos!:)
A infância encerra significados que nunca mais superaremos.
beijos,

Graça Gomes disse...

Gostei, Armando. Gostei muito.
Estas lenga-lengas junto com os contos, lendas, romances, provérbios, cantigas são tesouros guardados na memória e constituem um património de valor incalculável.
Alguns em risco de extinção juntamente com a partida dos mais velhos.
Parabéns por nos trazeres à memória esta jóia da tradição oral
que, certamente, já serviu de canção de embalar a muitos de nós.

gringo disse...

E quem se lembra desta:
sarapico pico pico
quem te deu tamanho bico
foi nosso senhor Jesus cristo

varre,varre vassourinha
se varreres bem
dou-te um bintem
se varreres mal
dou-te um real

chorro morro poe-te em solo
sola sapato vai ao rei buscar
a rainha paro o filho de D.Luiz

salta a pulga na balanca
da um estouro e poe-se em Franca
cavalinhos a correr
e as meninas a aprender
qual sera o mais bonito
que se ira esconder.

gringo disse...

E esta:
O landi poli poli
poli tranaaa.
tres canhoes que
viviam na Almanhaaa

Micas anda aqui.
eu nao quero ir.
o landiiii....

Mário J. disse...

Ponho eu o dedo no ar, que a ouvi e cantei várias vezes, ainda hoje quando me lembro e que estou um pouco mais animado, boto-lhe a cantilena.