quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Esta era a casa do Tio Ladário. Esse com quem todos aprendemos alguma coisa e que muitos, mesmo a título póstumo, devem um pedido de desculpas.
Na altura tinha um aspecto um pouco mais agradável, diga-se em abono da verdade. Aí também antes viveu o Tio Justino e a família. Era aí, aliás, que fazíamos com a Fátima e o Videira os grandes banquetes do domingo gordo. Outros tempos...

2 comentários:

gringo disse...

O tio Ladario, foi um dos bons homens que veio para Pedome.era homen de negocios, era um grande artista, nomeadamente,no fabrico de cabecadas para burros,arranjava todo e qualquer sombreiro , por mais danificado que estivesse.Com a concertina nas maos ,era um verdadeiro fenomeno."So tocava depois de alguem lhe prometer que lhe rezaria por alma quando morresse."Mas alem disso , o que mais ademirava nele, era a sua Onestidade .Que em paz descance.

smvasconcelos disse...

É bom relembrar tios assim... partem, mas ficam.
bejs,