quinta-feira, 13 de novembro de 2008

A casa do Tio António Branco e Zé Teixeira. Naquela varanda, que já não existe, já fomos todos tão felizes.

1 comentário:

Mar&Rio disse...

E naquela adega bebia-se cá uma surrapa. Bem hajam que tinham sempre a porta aberta. A eles, a minha gratidão.